E-commerce 2021

E-commerce 2021: Como foi o crescimento das vendas na Black Friday?

É inegável o quanto a Black Friday de 2021 deu o que falar para os diversos setores do e-commerce. 

 

A pandemia que vem incentivando a criação e maturação das lojas virtuais desde o começo de 2020, aliada com as novas tecnologias e formas de pagamento disponibilizadas, como o PIX e as carteiras virtuais eram vistos como o ponto alto das vendas digitais.

 

Além disso, todos os pontos citados acima caíram no gosto dos consumidores que se adaptaram a estas mudanças e inclusive, mostram cada vez mais sinais que são sua nova preferência.

 

Porém, é importante termos uma visão clara sobre quais setores se saíram melhor e quais ainda precisam correr atrás nesse processo de retomada da economia do país.

 

Quer saber mais? Continue a leitura!

 

Segundo uma pesquisa realizada pela Conversion, 76,50% dos brasileiros realizaram pelo menos uma compra na Black Friday de 2020. Para 2021 a previsão era que esses números aumentassem para 87,75%.

 

Porém, segundo um levantamento divulgado pela Exame sobre a pesquisa realizada pelo NielsenIQ|Ebit o número de pedidos feitos durante a Black Friday caiu 9%, mas há outras variáveis para analisarmos.

 

Mesmo que o número total de pedidos tenha caído, nesta Black Friday os valores totalizados foram de R$ 4,2 bilhões, representando um aumento de 5% quando comparado ao ano anterior.

 

Consequentemente, o ticket médio das compras também foi mais alto, chegando a R$ 763, representando um aumento de 16% quando comparado ao ano anterior.

 

Outro ponto importante para a análise é entender que atualmente, grande parte dos e-commerces não começam a black friday na última sexta-feira de novembro, as promoções e grandes oportunidades já começam a ficar disponível desde a primeira semana do mês citado, para incentivar cada vez mais o consumidor a realizar alguma compra e interação com os sites.

 

Tanto que, em outubro/2021 a movimentação dos e-commerces bateu 1,72 bilhões e em novembro/2021 2,02 bilhões, representando um aumento de 17%.

 

Quando destrinchamos essa comparação dos meses por nichos, ficamos com esse resultado:

  • Calçados: Tiveram um aumento de 38,12% sobre a movimentação.
  • Jóias e relógios: Tiveram um aumento de 35,46% sobre a movimentação.
  • Cosméticos: Tiveram um aumento de 34,18% sobre a movimentação.
  • Eletrônicos e eletrodomésticos: Tiveram um aumento de 30,07% sobre a movimentação.
  • Ferramentas e acessórios: Tiveram um aumento de 24,09% sobre a movimentação.
  • Moda e acessórios: Tiveram um aumento de 22,60% sobre a movimentação.
  • Varejo: Tiveram um aumento de 20,36% sobre a movimentação.

Dados divulgados pela Conversion.

 

Com todos esses dados, a importância da Black Friday para a movimentação do comércio é inegável! Por isso, invista em um site site que seu cliente tenha diversas opções e siga as movimentações tecnológicas de pagamento que os grandes nomes do setor já possuem!

 

Fale com nossos consultores para transformar a experiência de pagamento dos seus usuários!

Copyright 2021. Uma solução Finnet S/A.

Rua Pamplona, 145 - 1 andar